90 T.I | Inovação que facilita!
06/03/2017

Desafios da sustentabilidade na construção civil

Hoje em dia, é impossível dissociar os avanços em construção civil sem, antes, mensurar o impacto que algumas medidas e ações podem ter no meio ambiente. Afinal, a sustentabilidade na construção civil — e mesmo em qualquer outra área — deixou de ser um diferencial de empresas ecologicamente conscientes.

Dessa forma, a sustentabilidade passou a ser algo estrutural na maioria dos projetos. Isso quando não existem leis ambientais para orientar uma construção. Isso tudo faz com que, ao aplicar as boas práticas no gerenciamento de obras, produtividade e economia sejam combinadas aos mais variados conceitos de sustentabilidade.

Mas quais seriam os grandes desafios da sustentabilidade na construção civil? Descubra abaixo!

Qual é o ciclo de vida de uma edificação?

Como ocorre em todo projeto, na construção civil também trabalhamos com ciclos de vida. Em uma edificação, isso se dá na etapa de planejamento.

No planejamento, podemos apontar toda a metodologia sustentável da obra, como o local de implantação e os objetivos funcionais e econômicos a serem aplicados e cumpridos. Em seguida, a sustentabilidade na construção civil é trabalhada por meio do impacto que a obra causará nos arredores. Assim, seguimos para o processo de atividades de manutenção e reforma, que compreendem a:

  • Reposição de componentes;
  • Conservação das superfícies, dos sistemas, equipamentos e suas devidas manutenções;
  • Ações de modernização e ampliação.

Por fim, o ciclo se encerra na etapa de demolição ou desconstrução, cujo esforço deve residir, principalmente, no cuidado em aproveitar o máximo possível de materiais e componentes.

Quais as tecnologias que minimizam os impactos ao meio ambiente?

Hoje em dia, existem muitas maneiras de minimizar o impacto ambiental antes, durante e após a realização de uma obra. Ao pensarmos em sustentabilidade na construção civil, portanto, isso pode ocorrer com:

  • Tecnologias que permitam redução no consumo de água — como a sua reutilização ou aproveitamento da água de chuva;
  • Sistemas que reduzem o consumo de energia elétrica — como timers na iluminação;
  • Fontes de energia alternativas, como painéis de energia solar.

Isso sem falar em outros projetos sustentáveis, como a coleta seletiva de lixo — reciclagem — ou a construção de ambientes verdes, com construções sombreadas à base de materiais biocompatíveis que não agridem a natureza.

Quais as formas de atestar que um material é sustentável?

Para deixar sua construção mais sustentável, é importante se atentar a alguns fatores que podem garantir mais qualidade ao resultado final de sua obra e, ainda, conferir um selo de sustentabilidade aos seus projetos. Entre os principais pontos a se atentar, destacamos:

  • Origem da matéria-prima: se provém de recursos renováveis e se é reciclada/ reciclável;
  • Processo produtivo: conferir se o material desgasta muito os recursos naturais da natureza em seu processo de produção;
  • Durabilidade: se o produto possui bom custo/benefício — por exemplo: produtos reciclados, mas de baixa vida útil, podem não ser muito sustentáveis se você tem que substituí-los continuamente;
  • Certificações: se a empresa aposta em técnicas sustentáveis, confira se os produtos contam com certificações ou selos que atestem ser um produto sustentável;
  • Toxicidade: opte por materiais atóxicos o máximo possível, pois eles impactam menos o meio ambiente — e até mesmo na saúde das pessoas.

Verificando esses pontos, uma coisa é certa: a sustentabilidade nos projetos da construção tem tudo para dar um salto qualitativo! Entenda abaixo o porquê.

Quais as entidades ligadas à sustentabilidade?

Para as empresas, é importante verificar quais entidades ligadas à sustentabilidade podem contribuir — direta ou indiretamente — em seus projetos. Para isso, reunimos algumas das principais, aqui no Brasil, capazes de orientar e discutir os padrões a serem seguidos, bem como outras formas de auxiliar. São elas:

  • IDHEA — Instituto para Desenvolvimento da Habitação Ecológica;
  • ATA (Alternative Technology Association);
  • CBCS (Conselho Brasileiro da Construção Sustentável).

Vale lembrar que, diante das incertezas que podem surgir a respeito da sustentabilidade na construção civil, essas entidades têm tudo para ajudar o seu projeto a ser mais harmônico e sustentável. Sem falar que evita atrasos e erros no seu cronograma.

Qual é o papel da construção civil no desenvolvimento sustentável?

O Conselho Internacional da Construção (CIB) diz que o setor de construção civil é um dos que mais utiliza recursos naturais, além do consumo elevado de energia e da geração de resíduos — sólidos, líquidos e gasosos. Com isso, é importante que se crie uma consciência ambiental e uma agenda sustentável seja elaborada.

Assim, garante-se a redução e otimização do consumo de energia e de materiais, da mesma maneira que a questão de resíduos deve ser solucionada. Isso tudo, além de benéfico para o meio ambiente e positivo para a gestão da marca de sua empresa, também é visto com bons olhos para quem cuida do orçamento. Uma vez que reduzir o consumo e desperdício só tem a valorizar a sua obra e baratear o custo final.

O que está sendo feito para minimizar os impactos ambientais?

Muita coisa, principalmente se analisarmos tudo o que vimos até aqui. O esforço em trabalhar a sustentabilidade na construção civil pode se iniciar antes mesmo de ter uma fundação para erguer edifícios. Dessa maneira, em todas as etapas do ciclo de vida de um projeto, podemos presenciar esforços — mínimos ou grandiosos — que impactam menos o meio ambiente e poluem menos.

Mas, em essência, tudo pode se resumir na escolha de materiais que impactem minimamente a natureza — como reciclados, recicláveis e biocompatíveis. Aposte em tecnologias que reduzem o desperdício e o consumo elevado de energia e, por fim, soluções práticas para fazer com que as suas edificações despertem o interesse sustentável das pessoas.

Isso pode ser aplicado em aplicações práticas que mostram a preocupação ambiental — como a própria reutilização de água já mencionada por aqui. Isso tudo tem se mostrado tanto um desafio, como também a solução para trazer mais sustentabilidade na construção civil.

Quer saber mais sobre o assunto — entre outras soluções que agregam mais valor ao seu negócio? Curta a nossa página no Facebook!

/noventati /@90tecnologia /90tecnologiadainformação