90 T.I | Inovação que facilita!
05/12/2016

Diário de obra: como ele pode ser seu aliado?

É unanimidade na opinião de quem comanda o canteiro de obras: nos últimos meses, antes do prazo final, parece que o relógio está freneticamente trabalhando contra a construtora. Afinal de contas, são tantas as influências que podem interferir no prazo final (desde o clima, a quebra de equipamentos, a paralisação de funcionários, a falta de insumos) que fica até difícil identificar a causa para não repetir o erro, certo? Bom, esse pode ser o cenário para a empresa que não utiliza o modelo de diário de obra. Não conhece essa solução? Nós apresentamos a você!

Esse é o nome dado para um documento que é utilizado em obras e projetos de construção. A principal finalidade dele é registrar diariamente informações sobre o dia de trabalho na obra. É como se fosse um memorial ou diário mesmo, registrando todas as informações relevantes com intuito de aumentar o controle sobre as ações em andamento. Esse rigoroso registro permite ter uma visão completa sobre o que está dando certo e o que não está, ajudando a tomar decisões para evitar atrasos ou mesmo aprender com as falhas.

Para você ter uma ideia, veja o que normalmente é apontado em um documento como esse:

  • Atividades realizadas no canteiro de obras;
  • Acidentes de trabalho;
  • Variações climáticas;
  • Uso e disponibilidade de recursos;
  • Máquinas e equipamentos alugados;
  • Problemas não previstos.

Para compreender melhor: imagine um período chuvoso, além do normal, que possa impactar no andamento da etapa de acabamento externo de seu empreendimento? Se isso não estiver devidamente anotado, esse prolongamento do prazo pode resultar diretamente em atrasos, causando prejuízos que podem variar entre a perda da credibilidade e até multas.

Diário de obra: o que não pode faltar!

Já percebeu as vantagens que esse documento pode trazer, certo? Mas, para colher esses frutos é imprescindível  conscientizar a todos da importância de registrar as atividades do dia a dia. Isso deve ser feito com muito diálogo para que a tarefa não atrapalhe a programação do trabalho, nem seja descontinuada, o que pode comprometer o resultado final da obra. Por isso, muitos especialistas em construção civil são taxativos: a solução não está no documento em si, mas sim no hábito de registrar essas informações. Esse é o primeiro grande desafio.

Desde que sejam inseridas as informações de modo sistemático (diariamente), o preenchimento dele pode ser feito tanto pelo engenheiro, pelo gerente de obras e até mesmo pelo estagiário (desde que haja o devido acompanhamento do responsável pelo empreendimento). Outro processo interessante de ser adotado é o de mostrar o diário de obra ao contratante ou cliente, isso possibilitará transparência na relação estabelecida.

Mas, como fazer isso de um jeito simples? Normalmente, há empresas que utilizam das anotações em papéis, com apoio de pranchetas, em livros com páginas numeradas, planilhas eletrônicas (formatadas no Excel). Porém, a chegada de recursos tecnológicos possibilitou o uso de softwares especializados em construção civil, que possuem uma série de funcionalidades capazes de integrar as informações. Desde o fluxo de caixa, previsão orçamentária, projeto e o diário de obra. Essa é uma das maneiras mais eficazes de dar mais agilidade ao processo, sem depender tanto de anotações em papéis (que podem se perder) ou em planilhas, que podem ter várias versões de arquivo.

Independente se você fará o controle manual ou em sistemas de gestão especializados, é fundamental não deixar de escapar informações relevantes. É imprescindível ter as informações mais abrangentes, como endereço, prazos contratual, decorrido e a vencer, além do nome do contratante do serviço. Veja outros elementos que você precisa considerar no preenchimento diário de informações:

  • Data e dia da semana;
  • Informações climáticas;
  • Equipamentos utilizados no dia;
  • Empresas terceirizadas que atuaram no período;
  • Mão de obra utilizada;
  • Atividades realizadas;
  • Tarefas paralisadas;
  • Imprevistos identificados;
  • Acidentes de trabalho;
  • Comentários do contratante em visita de vistoria.

Dica de ouro

A partir da sua decisão de implantar o diário de obra em sua empresa, considere a facilidade de efetivá-lo com a ajuda da tecnologia especializada. Como já mencionado, grandes esforços podem ser poupados a partir da integração de informações (aspecto que softwares focados na construção civil podem fazer com facilidade).

Fique ligado aqui no blog da 90t.i que mostraremos como soluções assim podem ser seu “braço direito e esquerdo” para tornar mais fácil a gestão do canteiro de obras, combinado?

/noventati /@90tecnologia /90tecnologiadainformação